DÚVIDAS

VOLTAR

O que é o exame de MAPA?

O que é o exame de MAPA, suas indicações e orientações básicas para um exame adequado.

A Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial, chamada de  MAPA , é um método de medição automática da pressão arterial  realizada através de um dispositivo colocado na cintura do paciente  que infla uma bolsa de borracha, chamada de manguito, instalada em seu braço.
As medidas da pressão arterial são feitas a cada 15 ou 20 minutos durante o dia e a cada 20 ou 30 minutos no período da noite, sendo este processo semelhante ao realizado durante as consultas médicas. As medidas são armazenadas neste dispositivo e transferidas posteriormente a um programa de computador que permite a análise dos dados coletados. A MAPA deverá ter uma duração mínima de 21 horas .  
Orientações antes do exame:
- Marque o exame para um dia de atividades habituais como  trabalhar, dirigir, atividades domésticas, etc. Deve-se evitar a prática de exercícios físicos durante as 24 horas que precedem o exame.
- Venha para o exame de banho tomado e com um cinto ( não será permitido tomar banho durante o exame ). Em caso de uso de medicamentos, traga a lista dos mesmos com as doses e os horários de sua tomada.
- O paciente deverá ter um dia de atividades habituais. No momento do funcionamento do aparelho  o paciente deverá manter o braço em que está colocado o manguito, extendido ao lado do corpo,  até que o mesmo seja totalmente desinsuflado. Este processo geralmente ocorre a cada 20 minutos durante o dia e a cada 30 minutos durante o período da noite, sendo o processo semelhante a medida da pressão arterial no consultório.
- Exercícios físicos devem ser evitados durante o exame. O  teste de esforço é o exame específico para avaliar a pressão arterial durante o esforço físico.
- O dispositivo deverá ser retirado da cintura no período da noite, sendo colocado sob o travesseiro ou em uma cômoda, permanecendo ligado ao manguito pela mangueira de borracha. O manguito poderá ser apertado ou afrouxado durante o exame, conforme a necessidade. É importante que este permaneça sempre acima da prega do cotovelo. Durante o período da noite  deve-se evitar dormir sobre o braço em que está colocado o manguito.
- O relatório médico deverá ser preenchido corretamente, contando obrigatoriamente com os seguintes itens: medicamentos (nome, dose e horário de tomada), atividades (domésticas , trabalho , reuniões , trânsito , lazer , etc.), hábitos ( ingestão de álcool , café e consumo de cigarros), período do sono  (horário que dormiu e acordou, horário de eventuais interrupções durante o sono e avaliação de como foi a qualidade do sono) e, por último, a ocorrência de sintomas (tonturas , sensação de desmaio , desmaio , dor de cabeça , etc.).
Como é feita?
- A MAPA permite estimar a média das pressões durante o período total do exame, durante o período em que o paciente fica acordado  e  também durante o sono. Avalia também se há alguma elevação da pressão arterial  durante a colocação do aparelho no consultório  ("hipertensão do jaleco ou avental branco") ou eventualmente ao contrário, a queda da pressão arterial no consultório. Permite avaliar a diminuição da pressão arterial durante o sono (descenso noturno da pressão arterial). Sintomas, picos de pressão ou quedas da pressão arterial também poderão ser avaliados através da MAPA.
Indicações :
- A indicações da MAPA são: suspeita de hipertensão arterial do avental branco ( pressão arterial elevada apenas no consultório), suspeita de normotensão do avental branco ( pressão arterial normal no consultório e elevada fora deste), avaliação do tratamento anti-hipertensivo e para avaliação de sintomas, principalmente os de pressão arterial baixa  (tonturas , sensação de desmaio e desmaio .
- A grande maioria das pessoas podem fazer a MAPA. Pessoas que apresentam o braço em forma de cone (situação em que o manguito não fica bem adaptado no braço), pessoas com distúrbios do movimento, como a doença de Parkinson (não conseguem manter o braço parado na hora da medida da PA), ou ainda, aquelas com certas arritmias cardíacas como a fibrilação atrial  (o dispositivo da cintura não consegue obter o registro da PA), não conseguirão realizar o exame de uma forma satisfatória.
Riscos:
A  MAPA é um exame seguro e praticamente isento  de complicações. Desconforto  no braço, geralmente tolerável, e dificuldade para dormir, costumam ser as queixas mais freqüentes relacionadas à realização da MAPA. Inchaço no membro superior, problemas circulatórios e reações alérgicas ao manguito são complicações  que eventualmente podem ocorrer.

Ecocardiograma
O  ecocardiograma, melhor chamado de ecocardiograma bidimensional com doppler, é uma modalidade de ecografia (exame que usa ondas sonoras para obter imagens) que, associada ao doppler, permite obter informações detalhadas sobre a estrutura e o funcionamento do coração.
 
O doppler é uma técnica que permite avaliar o fluxo do sangue que circula através das diversas estruturas do coração, com as válvulas cardíacas. O ecocardiograma apresenta três modalidades principais: ecocardiograma de repouso, ecocardiograma  de estresse e o ecocardiograma transesofágico.
 
Orientações antes do exame:
* Ecocadiograma de repouso: não existe a necessidade de jejum ou outro cuidado específico, como a suspensão de medicamentos, para a sua realização.
* Ecocardiograma de estresse: esta forma de ecocardiograma recebe este  nome, porque o coração sofre um “estresse” que torna o seu batimento mais rápido e vigoroso durante o exame. Desta forma, ocorre um aumento do fluxo de sangue até o músculo do coração (miocárdio).
A fonte deste “estresse cardíaco” pode ser um esforço físico (ex: o paciente pedala rápido e depois com o coração ainda acelerado, deita na maca para fazer as imagens do exame) ou a ação de uma droga (as mais usadas são a dobutamina e depois, o dipiridamol). Os pacientes que realizarão ecocardiograma de estresse com esforço físico, precisam estar com um traje adequado para a realização do mesmo.
Geralmente o exame requer a suspensão de medicamentos como os betabloqueadores, bloqueadores dos canais de cálcio e os nitratos. A orientação sobre quais medicações e o tempo de suspensão das mesmas, poderá ser obtida previamente com o médico assistente ou com a secretária do local aonde será realizado o exame.
Os pacientes que realizarem ecocardiograna de estresse com drogas, por exemplo, pessoas que apresentem dificuldade para fazer esforço físico, deverão estar em jejum de pelo menos 6 horas. O ecocardiograma de estresse com drogas também exige a suspensão prévia de medicamentos, sendo ainda necessária a punção de uma veia para a infusão da substância a ser utilizada.
* Ecocardiograma transesofágico: o exame consiste em introduzir uma sonda de ultrassom através do esôfago (de forma similar a uma endoscopia digestiva), permitindo uma melhor visualização de certas estruturas cardíacas, próximas ao terço final do esôfago . Para o ecocardiograma transesofágico é necessário jejum absoluto (inclusive a ingestão de líquido), de pelo menos 6 horas.
É necessária a presença de um acompanhante, pois os pacientes podem permanecer sonolentos após a sedação que é feita para a realização do exame (geralmente a droga usada é o midazolam). O midazolan tem propriedade dissociativa, podendo causar alguma amnésia após sua utilização. Para o ecocardiograma transesofágico, não é necessária a suspensão de qualquer medicamento.
 
Indicações:
* Ecocardiograma de repouso: este exame pode ser indicado para quase todos os pacientes com doença cardíaca, sob suspeita ou comprovada, além de algumas doenças não-cardíacas.
Exemplos: sopros no coração (sopro é um som causado pela alteração do fluxo do sangue ao passar pelas válvulas e outras estruturas cardíacas, normais ou anormais); hipertensão arterial; diagnóstico das doenças das válvulas do coração (incluindo também o prolapso da válvula mitral); avaliação do resultado do tratamento das válvulas do coração; avaliação de pacientes com dor torácica; avaliação de pacientes com palpitações e/ou arritmias cardíacas; avaliação de pacientes com doença arterial coronariana, ou seja, placas de gordura nas artérias do coração (seja em suas formas agudas como a angina do peito instável e o infarto do miocárdio, seja em suas formas crônicas, como em pessoas assintomáticas ou com angina do peito estável); avaliação do tratamento de pacientes com doença arterial coronariana; miocardiopatias (doenças do músculo cardíaco, como a doença de Chagas ou miocardiopatia hipertrófica); doenças do pericárdio (como a pericardite aguda); pacientes com falta de ar; pacientes que sofreram de desmaio; certos pacientes que tiveram um derrame cerebral (suspeita de coágulos que tenham saído do coração); massas e tumores cardíacos; doenças cardíacas congênitas; doenças da aorta (principalmente a dissecção da aorta); suspeita de embolia pulmonar (coágulos nas artérias dos pulmoes); etc.
* Ecocardiograma de estresse: o ecocardiograma de repouso não é um bom exame para avaliar se há placas de ateroma nas artérias do coração, causadoras de isquemia miocárdica (falta de oxigenação no músculo cardíaco ). O ecocardiograma de estresse compara o movimento das paredes do coração em repouso e durante o estresse, permitindo assim, uma boa estimativa da presença isquemia miocárdica (a movimentação da parede do coração diminui na presença desta). Por isso, o ecocardiograma de estresse é indicado na pesquisa da doença arterial coronariana.
O ecocardiograma de estresse também pode ser utilizado em certos pacientes para avaliação do risco cirúrgico antes de uma cirurgia não-cardíaca. Como o ecocardiograma de estresse pode ser feito com drogas (como a dobutamina ), o exame ainda é muito útil em pacientes que não sejam capazes de realizar o teste de esforço (ex: seqüela de derrame cerebral ou doença ortopédica que impeça a caminhada). O exame permite também avaliar partes do músculo cardíaco vivas e de outras partes mortas, por exemplo, como seqüela de um infarto do miocárdio (pesquisa da viabilidade miocárdica).
* Ecocardiograma transesofágico: é indicado na avaliação das doenças da válvula mitral (como a estenose mitral ou insuficiência mitral), para pesquisar coágulos dentro do coração (às vezes precedendo a uma cardioversão elétrica, em certas arritmias cardíacas, como a fibrilação atrial, ou após um derrame cerebral cuja a causa possa ser um coágulo liberado a partir do coração). O ecocardiograma transesofágico ainda é usado para o  diagnóstico de endocardite infecciosa (infecção da válvula cardíaca que pode cursar com a presença de uma alteração típica na válvula, chamada de vegetação), dissecção aguda da aorta, comunicação interatrial (CIA) e, pesquisa de um forame oval patente (orifício cardíaco que não fecha após o nascimento).
 
Riscos:
* Ecocardiograma de repouso: não existe nenhuma complicação decorrente da realização de um ecocardiograma de repouso.
* Ecocardiograma de estresse: complicações graves durante o exame, como o infarto do miocárdio ou arritmias cardíacas graves, são muito raras. No entanto, a infusão de dobutamina durante o exame poderá acarretar o surgimento de dor torácica, arritmias cardíacas transitórias ou elevação da pressão arterial. Palpitações, a percepção desagradável do batimento cardíaco, são relativamente comuns durante o ecocardiograma de estresse.
* Ecocardiograma transesofágico: complicações decorrentes dessa modalidade de ecocardiograma, como aspiração de conteúdo gástrico, trauma esofágico ou depressão respiratória pelo uso do sedativo (midazolam), são raras.

COMO CHEGAR
Fone: +55 85 3444.6444 | 4009.0365
Rua Araken Silva, 243 Dionísio Torres Fortaleza - Ceará (Anexo ao Hospital São Carlos)
Wsete Design